quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Um tempo


Ele me pediu um tempo.





Eu fiquei um tempo pensando nisso.



Pensei em pegar um tempo, colocar numa caixinha, embalar, colocar um laço de fita e entregar a ele.
Mas o tempo me foge.

Como será que é esse tempo que ele quer? Será um tempo de sol, um tempo perfumado de flores, um tempo chuvoso, um tempo frio ou um tempo quente?

Tempo... Tempo... Todo mundo quer mais tempo além das 24 horas de todos os dias de todas as semanas de todos os meses de todos os anos que a gente já tem. E lá se vai mais um ano, com todo o tempo que isso envolve. Mas não foi tempo suficiente para ele.

Ele quer mais. Só mais um tempo. Ele não quer um tempo em mim. Ele quer um tempo de mim. E fico pensando no que eu vou fazer com o meu tempo enquanto ele estiver no tempo longe de mim. Penso que um tempo passa muito devagar, apesar de saber que, depois, a gente olha para trás, e pensa que todo o tempo passou rápido demais. E penso no tempo que se perde e no tempo que se quer ganhar. No tempo que passou e no tempo que virá. E no que virá com o tempo.

E que – eu sei – com o tempo, ele não virá.

Mas eu, com o tempo, vou ter que me virar.

16 comentários:

Bianca De Vit disse...

Antes que família e amigos se preocupem e liguem e questionem... Já adianto: como tantos outros, este não é um texto autobiográfico.

Beijos e abraços atemporais...

Natália Corrêa disse...

E vai.

Mas tudo ao seu tempo.

Escritos Greice disse...

A certeza é que tudo passa...principalmente o tempo! ;)

Marcelo Mayer disse...

existem tantos 5 minutos por ai em nossa vida... e ainda haverá tantos outros 5 minutos

Mariana disse...

Ia fazer um outro comentário, mas ainda estou rindo com o primeiro comentário (o seu). Clássico! Rsrsrsrs...
Pensei em Einstein e no mágico fato de que o tempo é subjetivo.
Bj.

mãe disse...

Ai ! Que alívio ! hehehe....
Amei este texto !
Bjs

Niléa disse...

Todo o tempo é rápido demais dentro do seu tempo, seja tempo de alegrias ou de tristezas. Realmente quando se olha pra tras, podemos ver que o tempo poderia ter sido diferente...mas já passou. Agora é pensar no tempo que ainda tem pela frente e fazê-lo passar de forma diferente.

Concha disse...

Tempo...Tempo, sempre a passar e rápido de mais.
Já é Dezembro!
Feliz Natal
Bj

Eduardo disse...

Songs of Liquid days!!

Elton555 disse...

Excelente texto!

Vivian disse...

E por falar em tempo, faz tempo que vc não passa por aqui...

Anônimo disse...

amiga, cade tu???
tá fazendo falta aqui... manda um sinal...
bjs!!! saudade!!! lova.

andre disse...

O tempo, o tempo...o precioso tempo. Se me dessem a escolher dinheiro ou o tempo, escolhia sem duvida o tempo, a liberdade de ter tempo, para viajar ao seu sabor do tempo, sem relógio nem telemóvel, só eu e a minha mochila as costas. O tempo é uma virtude sagrada, nao se deve desperdica-lo mas também não devemos controla-lo demais. Devemos sim dar-lhe o devido valorque por vezes não damos...

Bonito texto, continuo a gostar das teclas que teclas no teu teclado.

beijo,
andré

Desirée disse...

Vixe, amei esse texto!!! Amei tb o comentário q vc recebeu em 01/02. Tempo... Faz pensar tanto!!! Bjos

Tânia Marques disse...

Esse tempo é distância. Distância por opção é vontade de não ver, é ausência de saudade, é ausência de amor... Beijos.

Visite os meus blogs:
www.marquesiano.blogspot.com
wwwpalavraseimagens.blogspot.com
www.degraucultural.blogspot.com

Anônimo disse...

bom comeco