domingo, 17 de maio de 2009

ROSA

Deu-lhe uma rosa
que sarro!
a rosa ao contrário
é asor,
que até parece amor,
mas a rosa é toda prosa
não é prova
de amor.
Rosa não dosa
nem cura a dor.

10 comentários:

Terra de Pan disse...

Quem foi que disse que não conseguia poetar?

Clari disse...

é... como se flores resolvem os problemas!
muito bom, adorei!
bjos

Bianca De Vit disse...

Ih, Helio... Nem se compara com as tuas!!! Ainda há um longo caminho a percorrer!

E é bem isso, Clari... Flor alguma resolve um problema. Às vezes ameniza, mas não resolve.

Beijos!

lova disse...

amiga!! que orgulho tenho de ti!!
linda... e escrevendo cada vez melhor...
bjs!

Mariana disse...

E rosas, para piorar, ainda têm espinhos...
;)
Bj.

Aguinaldo disse...

olá bianca.
gostei sim.
afinal,
dar rosas é fácil,
amar é difícil.
bons dias para ti.

Jão disse...

"as flores de plastico não morrem"..

um dos bons momentos da minha vida foi acompanhado de um belo buquet de flores, pena que esse momento durou tão pouco.

Só para raros disse...

ótima!
Parabéns!

beijo,

Pedro disse...

pra variar, tia bi arrebenta!

pensar disse...

Que lindo.Adorei
Bjs