sexta-feira, 31 de outubro de 2008

My birthday


Ao contrário de muitas pessoas que não gostam de comemorar seus aniversários, eu sempre adorei quando chegava a data do meu. Talvez a época em que aniversario também ajude... quase verão, quase final de ano, quase ritmo de festa. Na verdade, já era um motivo para entrar de vez no ritmo de festas. Depois do meu aniversário, vinha o da minha irmã, o do meu irmão e logo já nos deparávamos com dezembro cheio de comemorações.

Além do mais, minha mãe sempre fez questão de mostrar o quanto a data era importante. Ela criava a expectativa. Por pior que fosse a situação financeira, sempre se fazia alguma coisa. Quando chegava a meia-noite da data do aniversário, ela e todo o resto da família iam dar os parabéns, mesmo que precisasse acordar o aniversariante para isso. Aquilo marcava o início do MEU dia. No dia 31 de outubro, eu me sentia a pessoa mais importante do mundo. Sempre adorei receber os telefonemas, as visitas, os presentes.

Existia uma outra convenção familiar na data do aniversário que era o privilégio de o aniversariante poder escolher o que gostaria de comer no almoço do seu dia. A gente passava os dias de véspera escolhendo o cardápio, pensando em pratos diferentes ou nos mais comuns, de acordo com o apetite. O desejo sempre era realizado, bem do jeito que a gente pedia.

A minha vida toda foi assim. Todos os anos. Hoje percebo que o que sempre tornou essa data tão especial para mim eram as pequenas tradições criadas pela minha mãe para a nossa família. Como qualquer outra tradição de que se goste, nós estamos passando adiante. Eu não, pois ainda não tenho a quem passar, mas meus irmãos fazem os mesmos rituais nos aniversários de seus filhos. Os vínculos familiares se ampliam nas tradições. E elas permanecem até hoje, não importa quantos anos estejamos completando.

É por isso que hoje, dia 31 de outubro, meu aniversário de 29 anos, minha escolha foi retornar à casa de minha mãe, às nossas singelas tradições, ao que me traz conforto. Afinal de contas, por mais longe que estejamos, por mais que viajemos e conheçamos gente, “there’s no place like home”...

9 comentários:

lova disse...

linda a tua relação com a tua família... admirável, emocionante... tu eh meu orgulho, amiga! ainda hoje te ligo pra te dar os parabéns!! bj grande dessa amiga que eh tua fã!! lova.

mãe disse...

PARABÉNS !!!PARABÉNS !!! MINHA BRUXINHA AMADA !
Desejo que teus caminhos estejam abertos ...que tuas escolhas sejam sábias...que teus passos sejam firmes rumo ao que almejas. e que tuas metas e conquistas sejam sempre guiadas pelo amor , compromisso e sabedoria.Cada um de nós faz a diferença na vida dos que nos rodeiam e minha vida não seria a mesma sem ti . Sou grata a Deus por te ter como filha.
Seja feliz ... hoje e todos os dias da tua vida !
Te amo muito
bjs
mãe

Ana Lúcia disse...

Oi Bibi!!!

Nada como um colo de mãe...
Que saudade...
Desejo q o SEU dia seja sempre especial,e que vc conserve esse sorriso sincero, que é a sua marca registrada.
Feliz Aniversário amiga.
Beijo grande.

pensar disse...

Parabens,

So tenho conheco por palavras, mas um parabens de bom coracao sempre cai bem neh!Aproveite.

Z, disse...

Parabéns Bianca!!! Vc merece tudo de bom ! Sempre , sempre !!!

Concha disse...

Parabéns,muitas felicidades e votos
para que continue escrevendo.
Abraço

Cris disse...

Bi,amiga...

Mais uma vez feliz aniversário!

Agora só falta pessoalmente.

Beijos,

Cris

Bianca De Vit Begrow disse...

Obrigada aos meus queridos e fiéis leitores!!
Beijos e mais palavras...

RUTH disse...

UFFFA, cheguei mais tarde mais não esqueci da data, do carinho, de desejar que a estrada da vida e a lingua falada e demonstrada neste espaço exclusivo, passe a ser divulgada num colossal mundo das idéias que preenchem a mente, chegando a todos os leitores e admiradores.